Imposto de renda sem problemas: 5 dicas de como fazê-lo de forma eficiente

Acompanhe as 5 principais dicas para fazer o imposto de renda e veja por que publicidade legal é importante para acompanhar as notícias sobre o IR. 

Todos os anos, muitas pessoas sentem dificuldades no processo de entrega do Imposto de Renda, se é preciso fazer e como é o procedimento. Acompanhe 5 dicas para lidar com o processo de forma correta. 

Saiba mais: Entenda como escolher o melhor regime de tributação. 

5 dicas para saber como fazer o Imposto de Renda 2020

  • Saber se precisa declarar

Deve declarar o Imposto de Renda 2020:

  • Pessoa física que tenha recebido rendimentos superiores a R$ 28.123.91 ao longo de 2019;
  • Qualquer pessoa que teve ganho de capital ou que efetuou operação na Bolsa de valores, alienação de bens, mercados futuros, etc;
  • Cidadãos com rendimentos isentos não tributáreis (ou tributados na fonte) acima de 40 mil reais (em 2019);
  • Todo contribuinte que se tornou residente brasileiro durante 2019 e ficou no país até o final do ano;
  • Quem teve bens de direitos e prioridades em 2019 com total acima de 300 mil reais;
  • Quem tem vontade de compensar prejuízos tidos em atividades rurais com a Receita de outros anos;
  • Quem teve receita bruta advinda de atividade rural com valor acima de R$140.619,55 em 2019. 

 

  • Separar todos os documentos necessários

É altamente recomendável que os trabalhadores que precisam realizar o IR se organizem com antecedência, separando toda documentação necessária, já que pode ser muita coisa. Quanto antes a declaração for feita, mais cedo o contribuinte receberá a restituição. 

 

  • Declarar o IR da forma correta

 

Declarar o Imposto de Renda é sempre uma tarefa complexa. Para fazer a declaração do jeito certo, é possível contar com auxílio profissional de um contador, de um advogado, ou por meio do programa disponível no próprio site da Receita. 

A princípio, é melhor investir nessas ferramentas para evitar problemas futuros. 

 

  • Não cair na malha fina

 

Omitir rendimentos é a maior causa que faz com que pessoas caiam na malha fina todos os anos. Além desses casos, há também quem inclui um dependente com renda em sua declaração, porém não informa tal rendimento. 

As despesas médicas têm destaque na hora de fazer a declaração. A dedução de gastos na área da saúde não possui limites, por isso muitos contribuintes “engordam” os valores das despesas ao deduzir gastos de pessoas que não são dependentes. Trata-se de outro crime que leva à malha fina. 

 

  • Guardar os documentos antigos

 

A Receita Federal pode solicitar documentos referentes a declarações de até cinco anos anteriores, e caso o cidadão não possua tudo em mãos, pode enfrentar problemas burocráticos, por isso é muito importante guardar documentos antigos. 

O que acontece com quem atrasa o pagamento do Imposto de Renda

Quem atrasa o pagamento do Imposto de Renda (ou de alguma das parcelas) terá que pagar multa por dia de atraso, que pode chegar a 20% do valor total que é devido, somado aos juros da taxa Selic acumulada (entre o dia primeiro de maio e o dia do pagamento da cota). 

Publicidade legal auxilia contribuintes na hora de realizar declaração do Imposto de Renda

A publicidade legal é responsável por veicular todas as notícias sobre as normas que regem os requisitos e regras para declarar Imposto de Renda. Por meio da publicidade legal, tudo o que é de relevância fica documentado no Diário Oficial da União, dos Estados e dos Municípios. 

Navegue pelo portal do DSI para saber como acessar o DOU gratuitamente e como ter auxílio para publicar materiais nos Diários Oficiais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *