O planejamento fiscal na tomada de decisões das empresas

publicidade legal

Veja como o planejamento fiscal atinge a tomada de decisões dentro das empresas. Acompanhe também como se dá a publicação de materiais no Diário Oficial da União por meio de uma agência de publicidade legal.

Todas as empresas, sejam elas de grande ou pequeno porte, sofrem com a alta carga tributária do Brasil. Os impostos chegam a recolher mais de 30% do valor total de faturamento do empreendedor, porém o planejamento fiscal surge como uma opção para ajudar empreendimentos a se consolidarem no mercado.

Leia mais: Entenda o que é direito fiscal e tributário

 

O que é o planejamento fiscal

O planejamento fiscal possui como principal intuito diminuir custos fiscais. Dessa maneira, todos os procedimentos internos da empresa, como a tomada de decisões, permanecerão sempre de acordo com a lei.

Além disso, os impostos podem ser menos impactantes dependendo do regime fiscal que o empresário escolher.

 

Qual a importância do planejamento fiscal na tomada de decisões?

Por conta de uma carga tributária cada vez mais alta, a redução de custos tornou-se um dos pontos mais importantes dentro das empresas. Dessa forma, a tomada de decisões, quando feita da maneira correta, não permanece ligada apenas ao controle das finanças, mas também ao lucro e à sobrevivência das empresas.

Justamente por isso, é necessário que se tome a decisão correta acerca do futuro e do regime tributário escolhido.

 

Como decidir o melhor regime tributário para a empresa

A escolha do regime tributário é parte integrante do planejamento fiscal e exige alguns conhecimentos específicos dessa área, como critérios e variáveis a analisar, já que uma escolha mal feita pode acarretar diversos problemas com a Receita Federal.

Da mesma forma, o pagamento de tributos feito sem planejamento, também compromete a consolidação da empresa.

No Brasil, é possível identificar três tipos de regimes tributários:

  • Lucro Real;
  • Lucro Presumido;
  • Simples Nacional.

Antes de se decidir pelo melhor regime para a empresa, é importante considerar os gastos com colaboradores, a margem de lucro, a receita bruta e o segmento de atuação, principalmente.

Também, é importante ter em mente a estimativa de despesas operacionais da empresa.

Veja aqui: Por que as empresas devem ter um planejamento tributário

 

Como se dá a previsão de despesas, lucro e faturamento

Para traçar uma previsão de vendas, é preciso cruzar dados de todos os produtos vendidos ou serviços prestados, e o que o negócio precisa para se desenvolver.

Observe gastos com relação à energia, água e todos os custos obrigatórios para manter a empresa funcionando.

Depois disso, será possível traçar uma estimativa do faturamento, sabendo para onde e para quem se pretende faturar. Dessa maneira, fica mais fácil tomar decisões estando ciente do quanto será necessário desembolsar para a quitação de tributos.

Por último, é necessário também fazer o cálculo da margem de lucro que se alcançará por meio dessa operação. Com isso, será possível ter uma margem dos gastos com a parte fiscal e burocrática do empreendimento.

Veja mais: A importância do cumprimento das obrigações acessórias empresariais

 

Realize publicações no Diário Oficial da União através de agência de publicidade legal

Através do portal do DSI (Diário Serviços), é possível realizar publicidade legal no Diário Oficial da União, dos Estados e dos Municípios com auxílio profissional.

Navegue pelo site para obter maiores informações.

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *