Qual a importância da gestão do capital de giro?

publicidade legal

O capital de giro é intrínseco à saúde financeira de uma empresa, por isso sua gestão é tão importante. Acompanhe todas as informações sobre o assunto e veja como realizar publicidade legal pela internet. 

O capital de giro diz respeito, de forma objetiva, à quantidade de recursos que é necessária para manter todos os processos do negócio funcionando dentro de um determinado período, e se define pela diferença entre ativos circulantes e passivos circulantes. 

Saiba mais: o BPO financeiro e sua aplicação nas empresas.

O papel do capital de giro

Quando uma empresa não é capaz de manter um nível de recursos satisfatório em caixa para cumprir com seus compromissos tributários, há o que se chama de desequilíbrio do capital de giro. 

Se a situação se mantiver, a empresa provavelmente terá que sair do mercado, principalmente se chegar a perder credibilidade junto ao banco e aos fornecedores. 

Para garantir o bom funcionamento do capital de giro, é preciso investir na boa gestão. 

O gestor deve se dedicar, na maior parte do tempo, à administração das contas a pagar, administração das receitas a receber, administração do caixa em geral (disponibilidades), gestão financeira dos estoques, administração de todas as obrigações financeiras, além de garantir visitas periódicas aos bancos.

Fórmula do capital de giro

A fórmula do capital de giro funciona da seguinte forma:

Capital de giro = ativos circulantes (receita) – passivos circulantes (obrigações)

Observa-se que a fórmula do capital de giro muito diz respeito, também, à gestão de estoque, uma vez que, quando o estoque aumenta, há uma necessidade maior em gerar capital de giro. 

Por outro lado, quando o estoque diminui, pode trazer problemas com desabastecimento e perda de oportunidades de vendas.

A importância da boa gestão do capital de giro

O capital de giro é essencial a empresas de todos os segmentos e tamanhos. A saúde de um empreendimento depende intrinsecamente dos valores que estão disponíveis para lidar com as obrigações financeiras. 

O capital de giro é formado, a princípio, por quatro fatores. São eles: Disponibilidade (seja em caixa, no banco ou em aplicações de liquidez imediata), aplicações financeiras, estoques e clientes. 

Neste sentido, a boa gestão do capital de giro é de total relevância para a organização da empresa, tendo em vista que, independentemente do serviço prestado ou produto oferecido ter lucro ou prejuízo, os gestores precisam ter os meios de honrar seus compromissos e deveres. 

A ausência de uma gestão adequada de capital de giro pode ser considerada uma das principais causas de fracasso dos negócios. 

Ou seja, a gestão do capital de giro deve se pautar em algumas estratégias importantes. São elas:

  • Cobrar, de forma eficiente, valores e contas a receber;
  • Retardar, dentro do possível, o pagamento de contas (respeitando o vencimento estipulado);
  • Administrar, de forma eficiente, produção e estoque, para aumentar o nível de giro da empresa.

Realize a publicidade legal de demonstrativos e documentos pela internet

O portal DSI Serviços possibilita às empresas realizar publicidade legal pela internet, no intuito de publicar demonstrativos, balanços e outros documentos financeiros importantes no Diário Oficial da União, dos Estados e dos Municípios. 

Navegue pelo site para conhecer tudo sobre o DSI.

Veja mais: Denominação social

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *