Como calcular o balanço patrimonial de uma empresa

Publicidade legal

Saiba o que é balanço patrimonial, como calculá-lo e por que é importante fazer publicidade legal.

O balanço patrimonial de uma companhia é parte integrante de seu gerenciamento financeiro. Saiba como ele funciona e como é feito seu cálculo.

O que é o balanço patrimonial

O balanço patrimonial é uma ferramenta desenvolvida para discriminar a atual condição financeira de uma empresa, listando seus dividendos, lucros e patrimônio líquido, levando em consideração um determinado período e os termos quantitativos e qualitativos envolvidos.

Trata-se de um documento gerado por profissionais de contabilidade, confeccionado após a escrituração e considerando todas as informações financeiras e movimentações da empresa.

Possui diversas finalidades, sendo uma das principais o auxílio em processos de tomada de decisão.

Saiba mais: O que é balanço patrimonial.

A estrutura de um balanço patrimonial

O balanço patrimonial é composto por três principais categorias:

  • Ativos: Nessa categoria, compreendem-se todos os direitos, os bens e todas as aplicações de recursos controlados pela empresa.

Além disso, também estão constados os investimentos financeiros, ou de qualquer tipo, que a companhia fez, e também títulos privados ou públicos que tiver a receber.

Exemplos de ativos: Aplicações financeiras, caixa, banco, estoque, duplicatas a receber, seguros a vencer, veículos, imóveis, terrenos etc.

É possível dividir os ativos em:

Circulante: Disponível em até um ano. Como exemplo temos cheques, caixa, estoque e aplicações financeiras de curto prazo.

Não circulante (ou realizável a longo prazo): Os recursos que serão recebidos em prazos acima de um ano.

  • Passivos: Nos passivos, encontram-se todas as obrigações financeiras que a companhia possa ter com seus funcionários, com o Estado ou com outras empresas.

Exemplos de passivos: Impostos a pagar, funcionários a pagar, fornecedores a pagar, serviços a prestar etc.

Os passivos podem ser divididos em:

Circulante: Obrigações a serem quitadas dentro de um ano;

Não circulante (ou exigível a longo prazo): Obrigações a serem quitadas com prazo acima de um ano.

  • Patrimônio líquido: São os pertences próprios da companhia, sendo que o valor dos recursos é obtido pela diferença (positiva ou negativa) entre os passivos e ativos. Nessa categoria, fica evidenciado o prejuízo ou o lucro de um determinado período, o montante que cada sócio investiu na sociedade e as reservas de investimento futuro.

O patrimônio líquido pode ser dividido em:

Capital social: lucros que foram reinvestidos ou investimentos por parte dos sócios;

Lucros e prejuízos acumulados: determinados pelo resultado financeiro da empresa.

Saiba mais: Balanço patrimonial – Diferenciando o ativo e o passivo.

Mas, afinal, como calcular o balanço patrimonial?

O cálculo do balanço patrimonial é bem simples. Para fazer o cálculo, basta lançar todos os valores investidos em estoque, no caixa, em estruturas para funcionamento, além dos empréstimos, pagamento de funcionários, débitos com fornecedores e demais despesas.

O valor resultante de todos os lançamentos é referente ao lucro ou prejuízo que a empresa teve dentro do período selecionado. A fórmula utilizada para calcular o balanço é:

Ativo – Passivo = Patrimônio líquido; ou

Ativos = Passivo + Patrimônio líquido.

Publique balanço patrimonial por meio de publicidade legal

O Diário Serviços é uma agência de publicidade legal que possibilita aos empresários realizar a publicação de balanço patrimonial e outros informativos relevantes no Diário Oficial da União, dos Estados e dos Municípios.

Navegue pelo site para saber todas as vantagens da publicidade legal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *