Novas regras trabalhistas: entenda tudo sobre a MP 927 e MP 936

Novas regras trabalhistas: entenda tudo sobre a MP 927 e MP 936

As medidas provisórias 927 e 936 abordam novas regras trabalhistas e precisam ser conhecidas pelos trabalhadores, que são diretamente atingidos pelo estado de calamidade decorrente do novo coronavírus.

Leia também: principais diferenças entre contabilidade empresarial e contabilidade pública.

Acompanhe, a seguir, os principais pontos das duas MPs em relação à jornada de trabalho.

O que é uma MP?

A MP (Medida Provisória) é uma ação com força de lei que surge em momentos de urgência, como o enfrentado pelo Brasil atualmente, e é utilizada pelo presidente da República para propor instrumentos imediatos. Esse recurso depende inteiramente da aprovação do Congresso Nacional para se tornar, de fato, uma Lei.

Uma MP é válida por 60 dias prorrogáveis por igual período e, se não aprovada dentro de 45 dias após sua publicação, é trancada até que a Câmara ou Senado realize a votação.

O que fala a MP 927?

Essa MP foi lançada no dia 23 de março de 2020 e dispôs sobre regras trabalhistas durante o enfrentamento do estado de calamidade pública ocasionado pela covid-19. Nesse sentido, sobre a jornada de trabalho, a MP propõe regras para normalizar o trabalho remoto (home office). São elas:

  • O trabalho home office deve ser realizado com uso de tecnologias de comunicação e dispensa o registro dos horários trabalhados;
  • Deve haver contrato escrito e firmado a partir da adoção do home office, prevendo as responsabilidades do empregador pelo fornecimento de equipamentos ou manutenção para realização do trabalho;
  • O trabalho pode ser feito com equipamentos do próprio empregado, mas o empregador também pode fornecer o que for preciso em regime de comodato;
  • No caso do empregador que não puder fornecer equipamentos em regime comodato, o tempo de trabalho passará a ser considerado um período em que o colaborador fica à disposição da empresa;
  • O tempo gasto em aplicativos relacionados à comunicação por parte do colaborador não está previsto no tempo à disposição do empregador (exceto se previsto em acordo).

O que fala a MP 936?

A MP 936 é do dia 1º de abril e traz o Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda, além de elaborar novas regras trabalhistas complementares à MP 927, que passou por modificações em decorrência da retirada de alguns artigos.

A Medida dispõe sobre jornada de trabalho para propor contratos trabalhistas. São as principais características dessa MP:

  • A redução proporcional de jornada e salário, que deve se limitar aos percentuais: 25%, 50% e 70%;
  • A redução deverá ser aplicada apenas a empregados:
  1. Com salário menor ou igual a R$ 3.135,00, nos percentuais de 25%, 50% e 70%;
  2. Com salário superior a R$ 3.135,00, que possuam ou não o ensino superior completo, com percentual de apenas 25% de redução;
  3. Com diploma de nível superior completo, considerados hipersuficientes, e com salário que seja o teto da previdência hoje (R$ 12.202,10), nos percentuais de 25%, 50% e 70%;

Acompanhe tudo sobre as novas regras trabalhistas decorrentes da pandemia

O Brasil ainda está passando pela pandemia de covid-19, o que demanda a elaboração de novas regras trabalhistas com certa frequência, tendo em vista novos desafios que têm surgido em grande escala.

Para acompanhar tudo sobre as novas regras trabalhistas, assim como realizar a publicidade legal pela internet, basta navegar pelo site da Diário Serviços e conferir todas as notícias publicadas em Diários Oficiais, além de utilizar a plataforma da DSI para publicar conteúdos relevantes no Diário Oficial da União, dos Estados ou dos Municípios.

Navegue pelo site para conhecer os serviços da DSI, todos realizados inteiramente pela internet. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *