O que é fusão empresarial indireta?

o que é fusão empresarial indireta

Saber o que é fusão empresarial indireta, muitas vezes, é o que faz uma empresa sobreviver em meio à crise ou até mesmo expandir a sua atuação no mercado, tornando-se mais competitiva e importante.

Veja, neste artigo, tudo o que você precisa saber sobre o que é fusão empresarial indireta e as principais vantagens desse tipo de acordo!

O que é fusão empresarial indireta?

A fusão empresarial desse tipo consiste na união de duas empresas para que formem uma nova organização. A empresa criada, consequentemente, é maior e possui mais poder de compra, conta com mais colaboradores, aumenta sua infraestrutura e assim por diante.

As empresas “originais” continuam existindo depois da fusão indireta, mas a administração do negócio, também chamado de holding, é dividida entre os sócios das duas empresas que se uniram. Dessa forma, a gestão é compartilhada e as decisões são tomadas em conjunto.

A fusão empresarial indireta difere da fusão direta, pois a última extingue as empresas “originais” para a criação de uma nova organização.

Exemplo de fusão empresarial indireta

Um exemplo de fusão empresarial indireta pode ser colocado da seguinte maneira:

Determinada empresa de fabricação de sapatos conta com dois sócios chamados João e Pedro. Outra empresa do mesmo segmento possui as sócias Marta e Joana.

Quando os sócios decidem fazer a fusão, uma parte deles se une para administrar a nova empresa. No nosso exemplo, os sócios Pedro e Joana ficam com essa responsabilidade.

Dessa forma, Pedro e Joana cuidam da nova empresa criada a partir da fusão e, enquanto ela não é concluída, os sócios João e Marta continuam gerindo as suas empresas normalmente, fazendo negociações externas individualmente até que a fusão completa se concretize.

Vantagens e desvantagens desse modelo de fusão

Empresas que resolvem se unir em uma fusão empresarial indireta contam com as seguintes vantagens:

Recursos

Antes de fazerem a fusão, as empresas possuem individualmente recursos mais limitados para realizar investimentos, por exemplo. Porém, após a fusão, esses recursos são aumentados para os dois lados, fazendo com que mais outros possam ser aproveitados pelas duas empresas.

Clientes

A carteira de clientes das empresas que resolvem fazer a fusão também é muito aumentada após o processo. Muitas vezes, inclusive, elas se unem para aumentar o seu leque de clientes e ter uma maior participação no mercado, além de elevarem o seu lucro.

Produtividade

Em relação à produtividade, as empresas que se unem não o fazem apenas no papel, afinal, os meios de produção também são integrados. Com a inclusão de novos equipamentos, estratégias e tecnologias oriundas das duas empresas, a produtividade é aumentada.

Já em relação às desvantagens, podemos citar o quão trabalhoso é unir os processos de empresas diferentes. Isso pode até mesmo causar um prejuízo em um primeiro momento, já que o período de adaptação pode demorar.

Outro ponto é a mudança de cultura. Caso as empresas tenham culturas diferentes dentro do negócio, alguns conflitos decisórios podem aparecer tanto na gestão quanto nas linhas hierárquicas mais baixas das empresas.

Conheça a DSI Publicações

A DSI Publicações é uma agência de publicidade legal que faz a intermediação de publicações em Diários Oficiais dos estados brasileiros e da União. Realizamos a diagramação, revisão, encaminhamento, avaliação e demais procedimentos necessários para que as empresas possam fazer publicações nos veículos oficiais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *