Normas regulamentadoras: segurança e eficiência

PUBLICADO EM 07/12/2023

Profissionais seguros trabalhando representando as normas regulamentadoras

As Normas Regulamentadoras (NRs) são protocolos estabelecidos pelo Ministério do Trabalho e Emprego do Brasil com o propósito de garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores em seu ambiente de trabalho.

Atualmente, existem 38 Normas Regulamentadoras, envolvendo uma variedade de aspectos, como:

  • ergonomia,
  • equipamentos de proteção individual,
  • segurança na operação de máquinas,
  • prevenção de incêndios,
  • entre outros.

É de extrema importância que tanto empregadores quanto empregados tenham conhecimento e sigam essas normas, não apenas para cumprirem a legislação.

Mas principalmente para minimizar riscos de acidentes e doenças ocupacionais, garantindo, assim, um ambiente de trabalho seguro e eficiente.

O que são normas regulamentadoras

As normas regulamentadoras são orientações elaboradas com o objetivo de padronizar, fiscalizar e possibilitar um conjunto de procedimentos de segurança de trabalho.

Elas servem para proteger a saúde e a integridade física dos trabalhadores.

As NRs são criadas e supervisionadas pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), atual Ministério da Economia.

São de caráter  obrigatório para todas as empresas, sejam elas públicas, privadas, ou para profissionais liberais que possuem empregados regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

A elaboração dessas normas regulamentadoras ocorre em conjunto com representantes de trabalhadores, empregadores e do governo.

As normas existentes em vigor são direcionadas para um aspecto ou setor específico.

Essa divisão torna possível a existência de normas gerais, que servem para todas as empresas, e normas específicas, elaboradas de acordo com a necessidade de cada área.

O cumprimento destas normas é de suma importância para as empresas, já que elas têm a função de prevenir acidentes relacionados ao:

  • ambiente de trabalho;
  • doenças ocupacionais;
  • além de proporcionar bem-estar; e
  • garantir os direitos dos trabalhadores.

O não cumprimento dessas normas pode levar a empresa a arcar com multas, sanções e até mesmo processos judiciais.

As normas regulamentadoras, além de garantir a segurança dos trabalhadores, criam uma cultura de prevenção dentro das empresas, incentivando a criação de ambientes de trabalho seguros, saudáveis e produtivos.

Elas ajudam a manter a integridade física e a saúde dos trabalhadores e contribuem para a redução de acidentes e doenças ocupacionais.

Garantindo assim maior produtividade e um ambiente de trabalho adequado e seguro.

Quais são as normas regulamentadoras?

As Normas Regulamentadoras (NRs) são vastas e compreendem várias áreas, todas voltadas à manutenção da segurança e saúde dos trabalhadores.

Cada norma regulamentadora possui uma particularidade e é designada a uma área específica de atuação profissional.

Norma Regulamentadora 4 – Serviços Especializados em Segurança e em Medicina do Trabalho

Esta norma estabelece a obrigação das empresas públicas e privadas de terem um Segurança do Trabalho e um profissional de Medicina do Trabalho.

Esses profissionais têm a função de garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores.

Por exemplo, um engenheiro de segurança do trabalho deve realizar inspeções regulares para identificar possíveis riscos à segurança e à saúde dos trabalhadores.

Norma Regulamentadora 12 – Segurança no Trabalho em Máquinas e Equipamentos

Estabelece os requisitos mínimos para garantir a segurança dos trabalhadores que operam máquinas e equipamentos.

Isso inclui o uso de protetores de máquinas, bloqueio de energia ao fazer manutenção e treinamento adequado para os operadores.

Um exemplo de aplicação desta norma seria em uma fábrica de móveis, onde as serras e prensas devem ter proteções adequadas para evitar acidentes.

Norma Regulamentadora 17 – Ergonomia

Determina diretrizes para adaptar as condições de trabalho às características psicofisiológicas dos trabalhadores para garantir conforto e eficiência no trabalho.

Isso pode incluir coisas como a altura adequada dos móveis de escritório, a iluminação adequada e pausas regulares para evitar a tensão excessiva.

Norma Regulamentadora 20 – Segurança e Saúde no Trabalho com Inflamáveis e Combustíveis

Estipula os requisitos de segurança para o manuseio e o armazenamento de inflamáveis e combustíveis, a fim de evitar acidentes que possam levar a incêndios ou explosões.

Entre os requisitos, estão a necessidade de equipamentos de proteção individual adequados, a ventilação adequada nas áreas de armazenamento e a obrigação de se ter um plano de resposta a emergências.

Norma Regulamentadora 35 – Trabalho em Altura

Introduz os requisitos de segurança para o trabalho em altura, fixado como qualquer trabalho acima de dois metros onde haja risco de queda.

Isso inclui o uso de equipamentos de proteção individual adequados, como cintos de segurança e linhas de vida, e treinamento específico para trabalhadores que realizam tarefas em altura.

Um exemplo dessa norma seria em construções de prédios, onde os trabalhadores precisam trabalhar em alturas significativas.

É obrigatório seguir estas normas regulamentadoras?

É primordial compreender que a exigência de cumprir as normas regulamentadoras se deve à importância de assegurar a segurança, a saúde e a integridade dos trabalhadores no ambiente de trabalho.

As normas são estabelecidas pelo Ministério do Trabalho e Emprego e são baseadas em estudos e pesquisas que definem as melhores práticas para prevenção de acidentes e doenças ocupacionais.

Elas têm caráter de lei, podendo a empresa que descumpri-las sofrer penalidades, que vão desde multas até processos na justiça trabalhista.

Portanto, seguir as normas regulamentadoras não é apenas uma recomendação, mas uma exigência legal, que prioriza a qualidade de vida e a segurança do trabalhador.

Mudanças recentes nas normas regulamentadoras

As mudanças recentes nas normas regulamentadoras trouxeram diversas novas diretrizes e atualizações, modificando significativamente a maneira como as empresas operam.

Estas mudanças visam modernizar e simplificar os regulamentos, sem comprometer a segurança e a saúde dos trabalhadores, e geraram debates e diversas opiniões dentro da indústria.

É fundamental que as empresas, independentemente do seu tamanho ou setor, estejam cientes dessas mudanças e as implementem adequadamente para garantir a conformidade com a lei.

Descubra também agora mesmo como publicar uma ata de reunião de forma eficiente e em conformidade com as normas.

Confira também: Balanço patrimonial ativo e passivo | Fluxo circular da renda

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *